Abalando por Aí… Costa Amalfitana…

Hummm … COSTA AMALFITANA

AMALFITANA 1Chegar até Nápoles é fácil (GPS no comando), o problema é quando você se depara com a Costa Amalfitana em si, com todas suas vias íngremes e tortuosas. A vista é fantástica já de início, mas as curvas…óh céus!!! Curvas que formam um cotovelo, estradas estreitas que não passam dois carros ao mesmo tempo, motoristas endoidecidos, italianos gritando, representando bemmm o espírito do país…

costa_amalfitana Ao sul de Nápoles, que é a terra da pizza margherita, da atriz Sophia Loren, mais ou menos na canela da graciosa bota que é o mapa da Itália, esse paraíso do Mar Tirreno atrai famosos, milionários ou simplesmente entusiastas de um litoral maravilhoso. A costa de 50 quilômetros, entre Sorrento e Salerno, é um verdadeiro showroom de exuberância natural, com mar azulzíssimo, vistas espetaculares, estradinhas com vilarejos incríveis, luxo, glamour e muito mais…descubra você mesmo…

Fica na parte sul do litoral italiano, considerado Patrimônio Mundial da Humanidade e que inclui as cidades Vietri sul Mare, Cetara, Tramonti, Maiori, Minori, Ravello, Scala, Atrani, Amalfi, Conca dei Marini, Furore, Praiano e Positano. E, de quebra, ainda fica muito próxima da Ilha de Capri.

Ilha_de_CapriO mar tem uma cor incrível e o clima é muito romântico, acho que é um bom destino para casais em lua de mel. É o tipo de viagem para descansar, curtir o mar e o visual – bem diferente daquelas viagens de ritmo frenético, nas quais você tem mil pontos turísticos para conhecer e tirar foto. Então, espere isso da Costa Amalfitana, ok? Deleite total!

AMALFITANA 2 AMALFITANA 5Bem, a Costa Amalfitana pode não ser considerada usualmente como um destino obrigatório para quem vai à Itália, mas vou te contar que se perguntarem para mim, vou dizer que é, pois lá Deus fez a sua parte ao desenhar, com um capricho, montanhas rochosas de encostas íngremes que se “jogam” no Mar Tirreno.

Beijooooo

Até mais…

Taciana Leitão 

 azinho

Abalando por Aí… Mendonza…

Experimentá Mendonza…

mendoza-1Mendoza está situada no centro-oeste da República Argentina, ao pé da cordilhera de los Andes, podendo-se chegar de avião ou por vía terrestre através da Rodovia 40 e pela Rodovía 7 ou corredor bioceânico, que atravessa o país de Leste a Oeste, e estabelece a conexão entre Buenos Aires e Santiago do Chile.

Junto com as províncias vizinhas de San Juan, San Luis e La Rioja, formam a região de Cuyo.Malbec

Em Mendoza, são mais de 1000 vinícolas e elas produzem aproximadamente 400 milhões de litros por ano, fazendo com que a vinicultura torne-se um dos principais emblemáticos atrativos da região. Através de excursões como “los caminos del vino” e “rutas agroalimentarias”, pode-se desfrutar desta aliança através de passeios a cavalo ou de bicicleta por entre os  vinhedos, sobrevoar as plantações em um balão ou até mesmo hospedar-se dentro das vinhas.mendoza-patio-dining aventura-bike

As paisagens naturais de Mendonza formam um dos principais cenários para a prática de turismo de aventura. Rafting, cool river, hidrospeed, canoagem, body board e caiaque são algumas dos esportes praticados nos rios de Mendonza, Existem espalhadas 08 represas nas quais é possível praticar navegação à vela, esqui aquático, windsurfe e pesca esportiva. Ahhh… e nas montanhas outras atividades apaixonantes podem ser realizadas como: rappel, mountain bike, escalada e tirolesa, sem contar com os complexos turísticos que oferecem estrutura para prática de esportes invernais, assim como a prática de esqui tradicional, snowboard, snowcat, windski entre outros, oferecendo inclusive aluguel de equipamentos.

CERRO ACONCAGUA las LeñasMendonza conta com 14 áreas naturais, são paisagens únicas como o Monte Acocágua, cume da América, desde seus 6962 metros sobre o nivel do mar, É um parque natural de fácil acesso, localizado no caminho internacional que leva ao Chile, que oferece trajetos de subida ao morro com diferentes graus de dificuldade, chamando atenção de montanhistas e praticantes de trekking. Como também um bosque de algarobeiras centenárias cercadas pala flora e fauna típicas do deserto mendocino, cavernas com formas minerais estranhas, uma lagoa numa caldeira vulcânica antiga e uma zona com espetaculares eventos vulcânicos que possui mais de 400 vulcões de diferentes tamanhos. Por lá, também, se localizam 06 pontos com águas termais, dos quais 02 centros possuem equipamentos e infra-estrutura adequada para receber turistas: CACHEUTA em Luján de Cuyo e LOS MOLLES em Malargue.

As hospedarias urbanas, como eles chamam, as de categoria superior, geralmente possuem Spa. Pode-se incluir programas completos de hospedagem, gastronomia especial, tratamentos e atividades recreativas. As modalidades de tratamento, mais conhecidas, que são: “vinoterapia e “olivoterapia” e, recentemente um estabelecimento incorporou a “chocolaterapia”.OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A arquitetura da cidade está formada por 05 praças, uma central, Praça Independência e em suas pontas, outras quatro: Itália, España, San Martín e Chile. As árvores compõem mantos verdes sobre as ruas irrigadas pelas acéquias que foram idealizadas pelos huarpes no período colonial. O microcentro concentra a maioria das lojas da cidade e é por onde transita o Tranvia Urbano (um bonde urbano), um meio de transporte charmoso para passear e fazer compras. Shoppings e demais centros comerciais estão localizados na periferia da cidade, já os bares estão na boêmia Alameda repleta de cultura e espetáculos ou na rua Aristides Villanueva onde se encontram os jovens. Vale um passeio incrível pelo Parque General San Martín, uma das obras paisagísticas mais atrativas da América. Um lugar repleto de natureza, chafarizes e esculturas no qual é possível visitar: o morro Cerro La Gloria, o Jardim Zoologico, o Lago, o Museu de Ciências Naturais, o Estádio Mundialista e o Teatro Grego.Fiesta de Vendimia

A província conserva centenas de rastros que demonstram a coragem do General San Martín, diante da famosa travessia do Exército dos Andes que permitiu libertar a Argentina, o Chile e o Peru. Ao longo do território mendoncino é possível fazer 03 percursos históricos. Já os lugares que evocam o General, estão espalhados pelos quatro cantos, servindo de testemunha da vida e da obra desse Grande Procér, antes e depois da travessia dos Andes. O Plumerillo, a Cidade Antiga, a Alameda, as grandes montanhas são as principais provas da façanha de San Martin.

DICAS:

  • Você sabia que a Fiesta Nacional de la Vendimia, que começa anualmente janeiro em pequenas festas populares nos 18 municípios da província e finaliza com um grande evento no primeiro sábado de março, ocupando o segundo lugar no ranking mundial das 10 festas de colheitas mais importantes do mundo.

  • Para os amantes dos prazeres e da gastronomia, Mendonza é um excelente lugar para desfrutar sabores….Convertido nos últimos anos como um pólo gastronômico regional e nacional, aqui se pode degustar pratos com insumos de produção local, associados o outros de cultivo mediterrâneo como  uvas e azeites saborisados além de deliciosa carne de bode, cordeiro e vitela, bem como os salmonídeos, cavala e truta, são algumas das possibilidades que você poderá deleitar-se quando visitar Mendonza.

  • Na Grande Mendonza, as principais opções gastronômicas estão localizadas nas Avenidas Aristides Villanueva, Colón, San Martín e na Zona de Charcas de Coria.

  • As deliciosas frutas mediterrâneas como uva, maça, pêssegos, peras, cerejas, complementadas por nozes, amêndoas e castanhas se transformam em doces regionais, conservas, frutas secas e as tradicionais “tabletas mendocinas”.

O que caracteriza esta província é qualidade e a quantidade de sabores, vindos da combinação harmoniosa entre a sua gastronomia e o emblemático Malbec. Há um vinho para cada proporção culinária… Aqui é a “TERRA DO SOL E DO VINHO”, um lugar onde a geografia foi generosa com montanhas, neves perpétuas, vales, rios, aguas termais, planícies, desertos e mágicos oásis oferecendo possibilidades de aguçar todos os sentidos e, literalmente, descobrir a combinação perfeita… Isso é possível em Mendoza durante os 365 dias do ano.

Argentina e seus sabores….

Até mais…azinho

Abalando por Aí… Lisboa…

“Tejo que leva as águas, correndo de par em par, lava a cidade das mágoas, leva as mágoas para o mar”. (Manuel da Fonseca)

postcard-lisboa

Lisboa, a presença do rio Tejo acompanha-nos ao longo da nossa descoberta através das suas ruas cheias de histórias, numa cidade que revela o seu passado a cada instante. Uma das capitais européias com menor população, Lisboa é pequena e fácil de ser explorada a pé, é sensacional perder-se pelas ruelas dos bairros antigos, contemplar a vista dos mirantes, degustar excelentes pratos da gastronomia portuguesa a base de peixes e frutos do mar, sem deixar de curtir os cafés. A cidade é uma mistura de atrações históricas com um momento de efervescência cultural.

lisbon_101

Lisboa é culta, tem verdadeira adoração pela história, artes e as letras. Uma grande vantagem é que os museus de lá não têm as filas enormes como acontecem em Roma, Paris, NY…

Passear pela capital portuguesa invariavelmente começa pela Baixa, onde está localizada a zona comercial e a maior concentração hoteleira da cidade. As ruas são planejadas e simétricas. As vias principais são a Rua Augusta e Rua do Ouro, são agitadas e trajeto dos bondinhos amarelos que são a cara de Lisboa. Essas duas ruas interligam as duas maiores praças da Baixa: a do Comércio – essa tem uma estátua do Rei José I, montado num corcel e a Praça do Rossio é ponto multicultural. No entorno você encontrará cinemas, cafés e o Teatro Municipal. No final do Rossio, tem uma fonte barroca que merece ser contemplada e seguindo pela Rua do Ouro, não há como não admirar a beleza do Elevador da Santa Justa, uma torre em estilo gótico, que o conduz da Baixa ao Bairro Alto.

elevador-de-santa-justa-2

Partindo da Praça do Comércio, pela Rua da Alfândega, você chegará ao bairro mais tradicional de Lisboa, Alfama, é lá que se encontra a Capelinha de Santo Antônio, o santo das causas perdidas, o preferido dos lisboetas, apesar do padroeiro da cidade ser São Vicente.

igreja_da_se_ As ruas por lá são estreitas, labirínticas, com traçados indecifráveis, interligadas por escadarias e arcadas. Foi em Alfama que surgiu o Fado, bairro outrora povoado por marinheiros e prostitutas até hoje mantém-se como bairro popular, como alguns pontos interessantes para explorar: a Igreja da Sé e o Mirante de Santa Luzia, estão no caminho para quem vai até o Castelo de São Jorge, no ponto mais alto da colina de Alfama.

LisboaMiradouroSantaLuziaO Bairro do Alto, também conserva características da Lisboa tradicional, mas é a noite que tudo se transforma. São nas Docas de Alcântara que estão as boates com as pick-ups comandada pelos Dj’s de renome internacional. As ruas sempre estão tomadas por jovens, os bares vivem cheios.

Algumas dicas complementares para você Abalar por Aí:

  • A melhor época para ir a Lisboa é entre Abril e Outubro. A temperatura é agradável e os dias são mais longos, evite Julho e Agosto, alta temporada, calor. Em Junho existem festas em homenagem aos santos católicos, que acontecem no bairro de Alfama. Entre novembro e fevereiro faz frio e tem chuva;
  • Lisboa tem hotéis de cadeias internacionais, como Four Seasons, Marriot, Sofitel e Sheraton. Existem diversos hotéis entre 03 e 04 estrelas localizados na região do centro, nas proximidades da Avenida Liberdade e da Praça Marquês de Pombal. Outra opção são as pensões, geralmente instaladas em locais tombados pelo patrimônio histórico, que antes funcionavam como igrejas, conventos ou até mesmo castelos medievais, algumas muito bem localizadas em Alfama e no Bairro Alto, pertecem ao mesmo grupo, Pousadas de Portugal;
  • Se quiser conhecer todos os recantos e ruelas, subir e descer as 07 colinas da cidade, apanhe o “eléctrico 28” (o bondinho amarelo 28) (J), que o levará aos locais mais interessantes para conhecer o patrimônio de Lisboa;
  • Quando estiver na Praça do Rossio, vale tomar um café no Nicola e na Pastelaria Suiça;
  • Caminhar pela Rua da Bica e descer até a beira do Tejo para conhecer o Mercado da Ribeira. Vá na hora do almoço, em frente ao mercado, junto a estação de trem, instalado num antigo um galpão funciona um restaurante pequeno chamado o Cais do Sodré, que serve um peixe grelhado sem igual!!!!
  • No  Bairro Alto foi onde surgiram as primeiras cafeterias de Lisboa, não há lugar melhor para tomar uma bica, dou como sugestão o Café A Brasileira, que fica no Largo do Chiado, aberto desde 1905, era o preferido de Fernando Pessoa.
  • Para conhecer a história e os Pasteis de Belém, você poderá tomar um táxi no centro de Lisboa e levará cerca de 15 minutos para está a cinco séculos no passado. Como também, poderá pegar o ônibus 28 ou 43, que saem da Praça da Figueira.
  • Atenção nos cardápios, apesar de escritos em português, não significa que são compreensíveis, mas os “empregados de mesa”, apesar de pouca simpatia, poderão ajudá-los!!! Lá se vai alguns itens: Açorda – massa feita com pão e ovo / Gambas: camarões / espetada de tamboril: espeto de peixe / Alheiras: um tipo de marisco / Sapateira: caranguejo / Borrego: carneiro / Pipis: prato elaborado com moela de galinha.

Bem, Lisboa é isso e muito mais… Conhecer um pouco mais as nossas raízes e continuar Abalando por Aí é o que pretendo fazer novamente esse ano… “bestial, bué bestial”

Beijos…

Taciana Leitão

azinho

Look Desejo…

O Look Desejo hoje é para ir viajar… Não só eu, mas as mulheres em geral deveriam desejar sempre o conforto na hora de viajar…

Para  viajar nada melhor que a coordenação Jeans + Camiseta + Sapatilha… Vejo muitas mulheres indo viajar de avião como se fossem para festa… super arrumadas… De salto…

Gente avião pede conforto e simplicidade sem perder a elegância…

Da uma olhada…

555105_359901554124568_292319361_n

Viajar = Simplicidade + Conforto… E bom senso, claro…

Beijooooooo

azinho

Abalando por Aí… Paris…

Paris dos parques, dos cheiros, dos gostos, dos sabores, da cultura, da moda, dos mistérios, da história, dos amores…

foto

Melhor do que vir para Paris a primeira vez é voltar para Paris pela segunda, terceira, outras tantas vezes, é uma cidade que sempre tem algo a mais para apresentar… Paris é um destino de sonho, para desfrutá-la há leituras turísticas em abundância, mapas em vários idiomas e fáceis de achar em qualquer aeroporto mundo a fora… A cidade está entre as mais visitadas do mundo então, programe-se, faça a sua reserva para hospedagem com muita antecedência.

CIMG1332

A cidade é dividida em “arrondissements”, “bairros” espalhados na forma de um caracol e numerados de 1 a 20. Esses números são muito mais do que um simples endereço, ele marca um estilo de vida.

Paris, por si só já se apresenta, é uma atração irresistível, cheia de luzes brilhantes, clima romântico e com uma culinária espetacular!  Ao invés de elaborar uma lista enorme com tudo o que se tem para ver e fazer na Capital Francesa irei direto ao ponto, destacando algumas dicas para que você possa desbravar a Cidade Luz, de acordo com o seu interesse pessoal, tempo, orçamento…darei o caminho, você escolhe a direção, pois PARIS É INESGOTÁVEL…

CIMG1382

IMG_0875O melhor de Paris é em torno do Rio Sena. Das pontes de Sully e de Bir-Hakeim é uma das mais belas paisagens. Os monumentos mais famosos de Paris se encontram no centro e nas margens do Sena. Na Ilha de la Cité, encontramos emblemáticos monumentos antigos. A catedral de Notre-Dame, construída a partir do século XII, restaurada no século XIX é simbolicamente o ponto zero de Paris.

CIMG1334

Todo dia é dia de ir para Paris, mas é na primavera que a cidade fica ainda mais bela, de abril à junho que a temperatura fica amena, as árvores cheias de folhas, os jardins floridos…Imperdível é Passear pelo Jardin de Tuileries, sentar no gramado, admirar a pirâmide em frente ao Louvre, andar às margens do Sena, contemplar a Torre Eiffel…

Vamos ao que interessa…

O que comprar e usar em Paris… Suéter de cashmere fininho da Zadig & Voltaire, bolsa de lona com paetês da Vanessa Bruno, as bolsas clássicas do Gérard Darel, as sapatilhas da Repetto, as bolsas coloridas e dobráveis da Longchamp, as t-shirts da Petit Bateau e o clássico bicolor da Chanel é sem dúvida um must-have de qualquer armário…

foto-1

A elegância da cidade é também graças à moda: Givenchy, Dior, Jean-Louis Scherrer, LV, Emanuel Ungaro, Hermès, Chanel, Yves Saint Laurent, André Courrèges, Élie Saab e Pierre Cardin, além de Flagships de marcas internacionais como Balenciaga, Azzedine Alaia, Balmain, Burberry, Bottega Veneta, Cacharel, Céline, Carven, Chloé, Disne Von Furstenberg, Dolce & Gabbana, Dries Van Noten, Fendi, Goyard, Gucci, Jil Sander, Hervé Léger, Lanvin, Longchamp, Miumiu, Missioni, Pucci, Prada, Sonia Rykiel, Roberto Cavalli, Stella Mccartney, Valentino são algumas grifes que também são encontradas nos endereços do 8º distrito, avenida Montaigne e na rua du Faubourg Saint-Honoré. A cidade ocupa um lugar de destaque também em jóias, concentradas na praça Vendôme e na rua de la Paix. Quando estiver na Montaigne, não deixar de ir ao L’Avenue, um restaurante bacanérrimo, com uma varanda legal, frequentado por celebridades e modelos mundialmente conhecidas.

Em Paris, os grandes magazines se destacam, pois se enquadram no conceito a BHV (www.bhv.fr) não tem muito “glamour”, mas encontrará tudo o que as outras lojas de departamento oferecem. O subsolo, com artigos para casa, merece destaque. No LE BON MARCHÉ (www.bonmarche.fr) você pega tudo e paga no final, legal para passar uma tarde de compras; Já no FRANCK ET FILS, pode-se dizer que é uma versão “mini” do Bon Marché, com destaque para área de acessórios (www.francketfils.fr); A famosa GALERIES LAFAYETTE não

poderia ficar de fora, dispensa apresentação, tem de tudo e ainda a sua cúpula que atrai turistas do mundo inteiro (www.galerieslafayette.com); H&M, rede de lojas escandinava, presente em 02 endereços em Paris, com uma moda alegre e acessível voltada para o público jovem (www.hm.com);  Ahhhh…o MONOPRIX, todos os dias eu arranjava o que comprar por lá, mistura de supermercado com loja de departamento, a seção de artigos de banho é muitooo boa, foi lá que encontrei os maravilhosos demaquilantes da BIODERMA, existem vários espalhados por Paris (www.monoprix.fr). PRINTEMPS, moderna, oferece as marcas clássicas e famosas (www.printemps.com).

Colete (www.colete.fr), Maria Luisa (www.marialuisaparis.com), A Toutes Les Filles (www.atouteslesfilles.fr), Montaigne Market (www.montaigne-market.com), LE66 (www.le66.fr)  são lojas e vitrines que valem uma visita. Para fazer boas compras, a Assouline (www.assouline.com), vende livros para decorar a casa, velas, enfeires e jogos de tabuleiro; Aesop (www.aesop.com.au) é uma loja de produtos de beleza australiano produzidos com ingredientes naturais. A decoração da loja é top!!! Já o “must have” é ter uma essência da JAR PARFUMS (www.jar-parfums.fr), um luxo exibir a sacolinha marrom discretíssima pelas ruas de Paris.

Sempre tem algum agito na cidade, pode ser uma festa de bairro ou um grande evento. Você vai perceber que essa é uma das cidades mais alegres e animadas do mundo. Praticamente todos os meses ocorrem eventos de fama internacional: JANEIRO E FEVEREIRO: Grande Parade de Paris (www.parisparede.com); Missa Comemorativa de Louis XVI (www.monuments-nationaux.fr); Fashion Week (www.pretparis.com); Ano Novo Chinês (www.paris.fr); Salon Imternacional de L’ Agriculture (www.salon-agriculture.com) MARÇO-MAIO: Banlieues Bleues; Salon du Livre (www.salondulivreparis.com); Maratona de Paris (www.parismarathon.com); Noite dos Museus (www.nuitdesmusees.culture.fr); Roland Garros (www.rolandgarros.com); JUNHO: Designers Days (www.designersdays.com); Fête de La Musique (www.fetedelamusique.culture.fr); JULHO: Fête Nationale (www.paris.fr); Chegada do Tour de France (www.letour.fr); SETEMBRO: Jornées de Patrimone (www.journeedupatrimone.culture.fr); Fashion Week (www.whosnext.com); OUTUBRO: Nuit Blanche (www.paris.fr); Fête des Vendanges de Montmartre; DEZEMBRO: Réveillon (www.paris.fr).

LEMBRE-SE: Um bom concierge saberá dar a dica certeira, é preciso ter o look certo. Para noitada, no lugar onde todo mundo quer estar é o CLUB SILENCIO (www.silencio-club.com),  só após a meia noite que os “não membros” podem tentar entrar. O Costes (www.hotelcostes.com) é onde está o crème de la crème parisiense, reserve ou chegue cedo, mas lembre-se que glamour e bons drinks têm seu preço. L’Arc (www.larc-paris.com) abre para o almoço, mas é a noite que “bomba” e se transforma em point do 16ème. Já no BC – Black Calvados (www.blackcalvados) fantástica decoração preta e alumínio, é por lá que se encontram os abastados da cidade e do mundo, tem que ter reserva para jantar e vai ficando para curtir os embalos da noite. E, com a volta do Le Montana, que fica no 6ème, falta espaço para tanta gente que quer entrar, a triagem é ferrenha, só entra quem tem “Style”.

PicCollage

Paris terá outra vez, por que para continuar ABALANDO POR AÍ, é preciso viver mais do que 365 dias pela cidade luz. Paris merece continuação…

Au Revoir…

Bisous

azinho

Abalando por Aí… Índia…

Índia, descubra sob trilhos essa verdadeira maravilha!!!

nova_delhi

Anteriormente Abalar pela Índia era sinônimo de sonho e exigia muito dinheiro, planejamento e aventura. Hoje, visitar o país está mais fácil, existe uma boa estrutura turística, com bons preços, luxo e conforto. Roteiros que vão de ruínas históricas a parques temáticos, com toda pompa e sofisticação.

A primeira providência assim que chegar a Délhi, é esquecer tudo o que já viu e ouviu a respeito, mas você terá que no primeiro momento, olhar tudo pela ótica do caos, vai se assustar com a poluição, lixo, buzinas, trânsito louco, vacas soltas e muita, muita gente nas ruas… Delete essa primeira impressão e você irá entender que a Índia tem algo muito especial, que só ela tem. E saibas, vai querer voltar…

INDIA CENTRO INDIA-nova-deli-transito-20101101-ap-G

india01

A Velha e a Nova Délhi…

A capital indiana mistura ruínas medievais, palácios, túmulos e mesquitas com construções modernas que não param de se multiplicar. Na Nova Délhi, você verá avenidas largas, jardins bem tratados e construções públicas – prédios do governo e o bairro diplomático, onde estão todas as embaixadas. Mansões coloniais construídas pelos britânicos na década de 1930, além de centenas de bares e restaurantes, de comida apimentada, que podem custar de R$ 5,00 a R$ 50,00. Nova Délhi é agradável e animada. Um dos points para abalar e conhecer muita gente é nos gramados ao redor do Índia Gate, um arco erguido em homenagem aos soldados indianos e britânicos que morreram na Primeira Guerra Mundial e em batalhas da Fronteira Norte-Oeste da província e da Terceira Guerra Afegã.

indiagate-12

Olha o lago Pichola… Rajastão…

DSC5168a-1024x628

Visitada por milhares de pessoas diariamente, uma das Sete Maravilhas do Mundo, o Taj Mahal, merece o título, a dica é acordar cedo, pois o portão oeste abre às 06h (os outros 2 abrem às 08h) – Não esqueçam, se não, vão pegar filas intermináveis e outra, ele não abre aos domingos!!!!

taj-mahal-india-tourist-destinationO mausoléu foi erguido em mármore branco e pedras preciosas, que com o decorrer das horas mudam de cor. Foram 22 mil trabalhadores que levaram 22 anos (1631-1653) para construir esse símbolo de amor eterno do imperador Shah Jahan por sua esposa favorita.

Embora seja possível ir e voltar para Agra (saindo de Délhi, a viagem dura 4h), vale a pena dormir na cidade, para desfrutar a beleza dessa obra arquitetônica ao amanhecer.

A Índia possui uma das mais complexas redes ferroviárias do mundo, alcançando quase todo o território nacional. Existem também os trens que o levam além, para o mundo luxuoso dos marajás. São verdadeiros palácios sobre rodas exclusivamente turísticos, que percorrem lindas cidades enquanto você abala com toda a pompa de um tempo de riqueza e mordomias.

New-Delhi-Railway-Station_lightboxA_918x612_Ministry-of-Railways.ashx

O Royal Rajasthan on Wheels pecorre em 08 dias as belezas do Estado do Rajastão, entre palácios e fortes, a religiosidade de Varanasi, além de Agra e Délhi. São 13 salões de luxo e restaurantes que servem banquetes e bons vinhos. O trem oferece um spa, serviços personalizados e uma decoração rica em detalhes. A viagem passa pelas areias do deserto, fortalezas e palácios, com escapadas de aventura pela floresta, sempre com muita sofisticação.

Royal-Rajasthan-at-platform

i_the_train restro-lounge-swarn-mahal

Outra opção é o Maharajas’ Express, o trem mais luxuoso da Índia, dispondo de 05 opções de roteiros, em diferentes aspectos: fortaleza, palácios e patrimônio. O preço está à altura dos grandes marajás.

Maharajas_Express

maharajas-express-1 luxo trem india 2

ALGUMAS DICAS PARA LIDAR COM A DIVERSIDADE CULTURAL DA ÍNDIA

  • Muito cuidado com a água: de preferência compre garrafas no hotel. Em alguns casos ter um lacre não quer dizer que a garrafa não foi reutilizada.
  • Na Índia tudo é muito barato. Antes de comprar é preciso negociar – uma tradição cultural. Antes de sair do hotel pergunte quanto custa determinado serviço, seja um taxi, seja um ingresso. Isso ajuda a ter parâmetros na hora da pechincha.
  • A Índia é um país muito religioso. Por isso tente seguir algumas regras de vestuário – o que pode ser bem divertido, principalmente para as mulheres. Para vestir um sári (tecido de 5 metros que é enrolado no corpo) certamente será preciso a ajuda de alguma indiana. As batas que cobrem o ombro e o quadril são uma ótima opção. Os homens devem evitar bermuda e regatas.
  • Ao atravessar a rua deve-se olhar para os dois lados, pois lá é mão inglesa. O trânsito é loucooooo….
  • Um pouco de conhecimento do vocabulário Hindu para ajudar na interação com as pessoas. Os indianos têm muita curiosidade de conhecer os estrangeiros, vão caprichar no inglês para conseguir se comunicar. Namastê é uma maneira respeitosa de se cumprimentar; Ram Ram significa boa sorte e é uma maneira mais informal, mas muito simpática de saudação e Shukriáh querem dizer obrigado.
  • A higiene é um ponto de grande contraste cultural que assusta os viajantes. No país dos marajás a pobreza está por todos os lados e as ruas estão cheias de excrementos das vacas e os homens têm o hábito de cuspir no chão. Olhe sempre por onde pisa.
  • Na Índia não se usa papel higiênico, apenas água. Por isso, tenha sempre um rolo na mochila. Os hotéis sempre oferecem e você encontra para vender.
  • Na Índia não vale a pena economizar no quesito hospedagem, por mais caro que seja em rúpias, vai ser muito mais barato que qualquer pousada ou hotel brasileiro.

Entrando no clima Indiano…

saree_wearing

Prepare-se para ABALAR POR AÍ na Índia com seus mistérios e encantos…

317092_2732007074874_1855046906_n

Shukriáh!!!!!!

Beijossssssss……

azinho

Abalando por Aí… A Capital… Natal

NATAL: “…VAMOS VER O PÔR DO SOL ME DÊ A MÃO, UMA ESTRELA SÓ NÃO É CONSTELAÇÃO…”

foto

Lugar quente, de gente hospitaleira, que gosta e sabe como receber bem. A “Cidade do Sol” tem uma média de 300 dias ao ano de muito sol, praias, dunas e lagoas. Ahhh… e, degustar o Camarão, afinal a grande maioria dos viveiros que abastecem o Brasil estão por lá, espalhados por todo o estado.

Natal é uma cidade iluminada e alegre, cheia de turistas transitando a toda hora, cortando a cidade de Ponta Negra à Ribeira, passando pelo Parque das Dunas, na Via Costeira, contemplando gratuitamente o visual. Em Ponta Negra, com o seu famoso Morro do Careca, um verdadeiro tobogã natural, onde metade da duna é coberta de vegetação. Na Via Costeira, estão localizados os Resorts, com as piscinas mais disputadas de Natal, principalmente a do Ocean Palace www.oceanpalace.com.br point de encontro da juventude abastada potiguar. Passando por lá, chegaremos a Praia de Areia Preta, Praia dos Artistas, do Meio e do Forte. Quando estiver passando pela Praia dos Artistas ou Abalando por Natal vale parar para almoçar ou jantar no Fogo & Chama Steak House, www.fogoechama.com.br, o buffet é de primeira qualidade, a adega variada e o atendimento é maravilhoso. O visual é TUDOOOOO!!!!!

foto-2 foto-1

Ponta Negra é onde está localizada a maioria dos meios de hospedagens de Natal, flats, pousadas e hotéis. Por lá é onde você encontrará Restaurantes como o Camarões, www.camaroes.com.br, o Dos Mares – especializado em Frutos do Mar com cardápio internacional com influência da culinária africana e oriental (81), o Abade – culinária internacional – www.restauranteabade.com.br. Para curtir uma noite diferente, aos pés do Morro do Careca, com decoração charmosa, com algumas mesas e cadeiras espalhadas na areia, literalmente, com um visual belíssimo, à noite luminárias coloridas dão um toque à parte, A combinação de cenário natural, conforto, novidade e bons serviços de cozinha fez com que o local passasse a ser visto como uma das boas opções da orla.   O abalo geral de Ponta Negra é o Old Five Bar e Restaurante

Em Tirol e Petrópolis, você terá outras opções gastronômicas, os restaurantes e bares mais sofisticados de Natal estão por lá… Bar para paquerar, público acima dos 30, o legal é o Dom Vinícius, www.domvinicius.com.br e o Cervantes, www.domcervantes.com.br , que ficam ao lado do Pitanga, www.pitanganatal.com.br que atrai um público mais jovem. Os três bares formam um complexo bacana, em Tirol, que nos finais de semana sempre, no Dom Vinícius, sempre rola uma roda samba. Adorooooo…

Para jantar a dois, ou com amigos, não poderia deixar de indicar o Temaki Lounge, www.temakilounge.com que fica em Petrópolis, com um cardápio Fusion e o Dolce Vita Adega e Bistrô, contemporâneo, que fica na Rua Mossoró, 603 – Petrópolis – Natal/RN (84) 3201-1916.

Aos sábados, na Ribeira, tem um lugar bemmmm descontraído, mas extremamente bem frequentado… Espaço Cultural Buraco da Catita, (84) 8802-1812, onde o ritmo predominante é o samba de raiz. Muito bom, super indico !!!!!! Cheguem cedo, lotaaaaa e não entra depois das 21:00h.

foto-3Estando por lá, não deixem de ir ao Mercado da Ribeira, conhecer o artesanato local, de dar um passeio pelas dunas de Genipabu, conhecer a Lagoa Coca Cola, chegar em Pirangi para comer uma paçoca de carne de sol, tomar uma caipirosca de siriguela com carangueijo no Bar do Suvaco e conhecer o maior cajueiro do mundo !!!!

foto-6

Natal, é uma cidade de paz e amor, calor humano, alegria, felicidade…é muito bom!!!!!

Vamos lá, continuar Abalando por Aí, nesse nosso Nordeste, quente e arretado!!!!!

foto

Até mais…

azinho

Dica do Dia…

Dezembro chegou e com ele as férias e viagens…

gk

A renomada consultora de moda e jornalista Gloria Kalil lançou um livro dando dicas de viagem…

Da uma olhada…

3825_10151128019957880_1252156387_n

O nome do livro”Viajando Chic” é um verdadeiro “passo a passo” para viajantes e reúne dicas sobre planejamento, escolha da companhia (amigo, parente ou cônjuge), o que se deve levar em conta ao fechar com uma agência, check-in e preenchimento de formulários da Polícia Federal (há exemplos de fichas no livro explicando item por item o que deve ser respondido) e observações sobre o dia a dia em uma viagem (escolha de passeios e restaurantes, como fazer compras etc).

O livro é dividido em categorias como “No Ar”, “No Mar” e “Em Terra” e no último capítulo (“De Malas Prontas”), ela disponibiliza diversas listas com o que deve ter em sua mala de viagem de acordo com a situação ou o seu perfil (praia, inverno, campo, com crianças, homem, mulher)

Com linguagem simples e direta, quem lê “Viajante Chic” tem a sensação de que está conversando com a autora pessoalmente. Muito dos conselhos inseridos no livro são de cunho comportamental e todos bem divertidos. Se por acaso quem estiver lendo nunca agiu de acordo com alguma situação exposta no livro, com certeza conhece alguém que já o fez. Essa identificação garante o sucesso da publicação.

Viajante chic
Autora: Gloria Kalil
Editora: Agir
Número de páginas: 168
Preço sugerido: R$ 29,90 (brochura) / R$ 49,90 (tipo moleskine)

Viagem é um acontecimento aberto a aventuras, a surpresas, a ataques de nervos e a grandes farras.” (Gloria Calil)

Vale a pena ter na sua cabeceira…  O livro também pode ser uma ótima dica de presente de Natal!!

Dica dada…

Beijooooo

azinho

Abalando Por Aí… Praia dos Carneiros…

Praia dos Carneiros – Tropicaliente…

CARNEIROS 4

Entre os muitos paraísos brasileiros, Carneiros, que pertence às praias de Tamandaré, localizada em Rio Formoso, no meu Pernambuco, é um destino desejado para realizar aquele sonho de viagem inesquecível, afinal a preservação natural mantém-se e, não perde seu charme incomensurável de lugar recém-descoberto, pelos turistas, embora aquela longa linha de areia fina com coqueiros, diante de um mar azul-cristalino, já tenha hotéis e pousadas distribuídos pela vegetação nativa. Impossível não voltar de lá completamente fascinado com tanta beleza e com aquela vontade de querer ficar um pouco mais…

CARNEIROS 5

E, se não bastasse tudo isso, a maior parte dos endereços de Carneiros está dedicada a distrair o visitante com aquele hábito tão pernambucano de tomar um caldinho de peixe ou degustar um polvo ao vinagrete entre um mergulho e outro. As pousadas surgiram dispostas a seguir a conjugação do rústico com o chique.

CARNEIROS 6Você pode visitar a Praia dos Carneiros em qualquer época do ano, o sol aqui brilha o ano inteiro e as temperaturas são sempre altas. Itens como protetor solar, hidratante e muita água de coco, são itens obrigatórios. Na hora de escolher o que vestir, dê preferência às roupas mais leves, assim você vai poder curtir o calor do litoral sul de Pernambuco de maneira agradável e descontraída.

picstitch

Passeios de barco levam o visitante a conhecer de perto paisagens daquelas que a gente só costuma ver nos programas de televisão, sobre lugares quase sempre inacessíveis. Aqui elas se tornam realidade, tendo como testemunhas o rio, o mar de águas mornas, o sol e o manguezal.

Para Abalar por aí, programe já a sua viagem, afinal o verão chegou…

A Praia dos Carneiros está localizada na Costa dos Corais, a aproximadamente 01h de Recife, partindo pela BR 101 – Sul, PE 60 e PE 70, lugar estratégico de hospedagem entre Recife e Maceió, são aproximadamente 02h e 30m de viagem, seguindo pela AL 101 – Norte, PE 60 e PE 70, duas principais portas de entrada do turismo nordestino.

Para ficar:

    Pontal dos Carneiros Beach Bungalows www.pontaldoscarneiros.com.br

     Pousada Sítio da Prainhawww.sitiodaprainha.com.br

       Bangalôs do Gameleirowww.praiadoscarneiros.com.br

      Pousada do Farol – www.pousadadofarol.com 

Para saborear a gastronomia local:

PRATOSROSKA MARACUJAPRATOS 2      Bora BoraSem dúvidas, este é o ponto mais turístico da Praia dos Carneiros. Todos os catamarãs que saem com os turistas para fazer o bate-volta a partir da vizinha Porto de Galinhas ou do Recife quase sempre param aqui para almoçar. Prepare-se, pois, para ouvir muitos e simultâneos sotaques no bar-restaurante com capacidade para 300 pessoas sentadas. O cardápio abusa do conceito de tropicalidade embalada por coquetéis servidos em abacaxis usados como copos: o camarão que leva o nome da casa nada em molho de quatro queijos. Cativante ao paladar, a mistura de frutos do mar e creme é uma das marcas. Justificando o nome da casa, a música é feita de um hit caribenho atrás do outro. Entre o mar e as mesas, os visitantes deleitam-se. Nem parece que tudo começou há mais de dez anos, quando a proprietária instalou um singelo quiosque de coco para, na verdade, monitorar o lixo que os visitantes de lancha deixavam. Funciona diariamente, das 10h às 22h. Aceita Visa, Master e Amex. Preço por pessoa: a partir de R$ 40. Tel para contato: (81) 3676-1482 / 3676-9164

    ArinkindáO nome homenageia o grande rio que tem seu pontal aqui bem perto. E o cardápio, o mar à frente: é pleno de frutos do mar (e outros insumos para atender os visitantes alérgicos ou pouco acostumados). Em plena areia fofa, esta casa tem estrutura de grande restaurante: cozinha a pleno vapor, brigada numerosa, uma carta razoável de vinhos a preços idem, sem o risco de ausência de artigos no cardápio. Se pedir o polvo ensopado ao coco, não se esquive do prazer de um vinhozinho branco (servido adequadamente em balde com gelo) e umas torradinhas. De agulhas a peixadas, clássicos pernambucanos estão no cardápio. Além das mesas, há espreguiçadeiras, onde visitantes gringos se espraiam com louvor. Aqui a tarde cai rápido. E se não quiser largar a praia, há uma pousada, onde também predomina o rústico-chique (chiquérrimo, às vezes, nos bangalôs com cobertura de piaçava e hidromassagem). Funciona diariamente, das 10h às 22h. Aceita Visa, Master e Amex. Preço por pessoa: a partir de R$ 40. Tel para contato: (81) 3676-1342 / 3676-3037

    JobarUm dos herdeiros da antiga fazenda que deu origem à Praia de Carneiros como a conhecemos hoje, Joel Dantas de Oliveira foi um dos primeiros a montar um estabelecimento. Hoje, mais que uma praia, Carneiros é uma grife e Joba, como é conhecido, virou uma espécie de embaixador. É ele quem quase sempre recebe os hóspedes de uma pousada no melhor estilo hippie-chique. Quem não consegue vaga nas poucas unidades pode desfrutar do Jobar, um trocadilho óbvio com o nome do dono. À beira-mar, com direito a cabanas com redes e mesinhas, o bar do Joba serve frutos do mar e pratos regionais em petiscos ou refeições. Os lagostins grelhados costumam estar em ótima forma. O simples caldinho de peixe, com camarões e ovinhos de codorna servidos à parte, prova o esmero da cozinha. O arroz de polvo é bem molhadinho e serve dois apetites moderados (as porções são quase sempre comedidas). Há alguns vinhos na carta. Com a demanda turística, os preços são equivalentes aos de algumas das praias mais badaladas do eixo Sul–Sudeste. E a música, suave, maravilhosa. Artistas e alguns dos músicos que tocam nas caixas, aliás, são habituês. Funciona diariamente, das 10h às 22h. Aceita Visa, Master e Amex. Preço por pessoa: a partir de R$ 40. Contato: (81) 3676-1421 /3676-9244

    Prainha dos CarneirosParceiro da Pousada Sítio da Prainha, este restaurante está encarregado de fazer o receptivo para o grande fluxo de turistas que aporta em busca de um dia de delícias al mare, com tudo o que tem direito: passear de catamarã, alugar uma lancha ou simplesmente ficar por ali curtindo as águas mornas e a paisagem paradisíaca. O visitante vai encontrar um menu variado feito sob medida para as expectativas que a paisagem desperta: frutos do mar em receitas as mais tradicionais possíveis, da moqueca de frutos do mar – que serve bem até três pessoas – com arroz e pirão aos camarões servidos dentro do abacaxi com molho cremoso. E mais: lagosta grelhada na própria casca, peixe frito em postas ou inteiro ou um crocante camarão ao alho e óleo, ideal para ser acompanhado pelos drinques tropicais, especialidade da casa. O serviço acontece dentro do próprio restaurante ou em palhoças fincadas na praia para este propósito. Funciona diariamente, das 9h30 às 16h. Aceita Visa e Master. Preço por pessoa: a partir de: R$ 40. Contato: (81) 3676-1498

 

       Beijupirá – Praia dos Carneiros – Esta filial, que teve origem a partir do sucesso do restaurante de mesmo nome em Porto de Galinhas. Os motivos que guiam a decoração e o cardápio são praticamente os mesmos. No salão, uma mistura divertida e ingênua do artesanato local com o toque criativo da grife, que sempre interfere artisticamente em utensílios, dando-lhes usos inusitados. À noite o ambiente ganha um toque extra de magia com iluminação indireta. Da cozinha saem os clássicos que cruzaram fronteiras nacionais e internacionais, sempre com muito uso de frutas regionais e outros frutos da terra, especialmente grãos, cereais e tubérculos. Um bom exemplo de um clássico Beijupirá é o camarulu, receita de camarão que tem o toque adocicado do mel de engenho, ou o beijucastanha, que vem com uma crosta de castanha de caju picadinha. Um dos mais pedidos, e um dos primeiros pratos a serem criados no restaurante, é o beijupitanga, que utiliza a polpa da pequena fruta para produzir um molho levemente ácido, que vai bem com a carne suave do peixe. O Beijupirá Carneiros tem como diferencial um apoio à beira-mar, que permite ao cliente ser atendido e degustar as delícias de lá com o pé na areia e a água azul-turquesa para refrescar. O cenário que se descortina da pousada Pontal dos Carneiros Beach Bungalows, parceira do empreendimento, é de tirar o fôlego. Funciona diariamente, das 10h ao último cliente. Aceita todos os cartões. Preço por pessoa: a partir de R$ 50.

 foto

Até mais…

Por Taciana Leitão…

*Fonte de Consulta – Rota Litoral Pernanbuco – Gastronomia, Cultura e Lazer

azinho

Abalando Por Aí… Punta Del Este…

 Ah!!! PUNTA DEL ESTE … Um presente para o espírito, para o corpo, para o coração e à mente!!!

A vida pode ser muito diferente. Diferente é fugir da rotina, ser você mesmo, conhecer outros lugares, mudar de ares, entregar-se à aventura…

Estando na lista dos balneários “TOP 10”, mais “Chics” do mundo com belas praias, vida agitada no verão – a alta temporada por lá vai, geralmente, de novembro até o carnaval, com muita gente bonita, neste período, vira “point” de brasileiros do Sul e Sudeste, principalmente, Argentinos e Uruguaios abastados.

Iates, veleiros e casas maravilhosas dão pinta de sofisticação ao lugar.

Punta é diferente, tem uma magia, uma energia muito bacana, acredito que por estar entre o Rio e o Mar, tem um “Q”… Punta é muito mais do que os programas de TV no Brasil apresentam…

Paisagens diferenciadas você encontrará quando for sentido La Barra, praia, sol, mansões, bares, pubs, restaurantes, antiquários… Lá, encontram-se as praias de Montoya, Bikini, Manantiales, El Chorro e Punta Piedras, com arquitetura e estilo próprio, esse antigo povoado de pescadores, que fica a poucos quilômetros de Punta, atraem os jovens e turistas de todas as idades, a qualquer hora, tem movimento, um espetáculo diferenciado! No verão, o congestionamento é grande…

Já a caminho de Punta Ballena, a estrada Panorâmica sobre a serra, oferece uma vista incomparável da Baía de Maldonado e de Portezuelo, onde se encontra a Casapueblo, atelier do artista uruguaio Carlos Páez Vilaró.

Exuberante construção desenhada para ser admirada, além de contemplar a vista, você poderá acompanhar as pessoas saltando de asa delta, uma emoção a parte! E, estando por esses lados, não se pode deixar de visitar a Laguna del Sauce onde pode-se desfrutar de banhos de sol ouvindo o som dos pássaros, e assistir um magnífico por do sol. Vale visitar o Hotel Las Cumbres – que tem uma Casa de Chá, fantástica, o visual é de tirar o fôlego! Atenção: é um lugar maravilhoso, charmoso, perfeito para lua de mel. Para saber mais sobre esse hotel: www.cumbres.com.uy

No quesito gastronomia, a maioria dos melhores lugares  você pode desfrutar da cozinha espanhola, francesa, árabe, do Mediterrâneo e boa cozinha River Plate estão localizados no anel de passeio, longe do centro, ou reciclados casas antigas na zona portuária.

Para apreciar a vista e degustar um excelente menu de carnes assadas, fui ao BOCA CHICA, lugar lindo, com uma adega maravilhosa, preço justo para o serviço ofertado!!! ATENÇÃO: reserva de mesa é aconselhável, especialmente em época alta. www.bocachica.com.uy

Dessa vez, escrevi a coluna de uma forma diferente, citei lugares legais que conheci e que poderá fugir dos lugares “tradicionais de agitos e baladas”… ou seja, para você continuar Abalando por Aí, não esqueça dessas dicas:

  • A Gol (www.voegol.com.br) tem voos diretos saindo do Rio de Janeiro e São Paulo, diariamente, para Montevideo. A Tam (www.tam.com.br)  no período de Alta temporada, disponibiliza voo direto para Punta del Este, entretanto, diariamente dispõe de 03 horários ligando São Paulo a Montevideo e 01 ligando o Rio de Janeiro, em voo direto para Carrasco.
  • Para chegar a Punta, você poderá pegar no próprio Aeroporto Internacional – Carrasco, um ônibus para Punta del Leste, pela empresa COT. Super tranquilo!!!!!

 Para comprar seu ticket do ônibus, é super fácil, você sai do desembarque, vira à direita e vai logo avistar uma “casinha” da COT. Eles recebem cartão de crédito, dólar, pesos uruguaios e pesos argentinos (não tenho certeza se recebe real). No site, você consegue visualizar os horários e efetuar reserva. Para maiores informações: www.cot.com.uy

  • Para situar-se em Punta, eles utilizam muito números… Tudo é Parada x, Parada Y… As principais ruas tem nome e número…Ex: Shopping Punta Del Este, Av Roosvelt – Parada 6.
  • Quando você for passear no “centro”, na Avenida Juan Gorlero “ Calle 22”, olha o número, a rua mais antiga/tradicional de comércio de Punta, vale tomar um “HELADO” na Pecas. Se você for caminhando uns 500m chegará ao famoso Monumento Los Dedos – que fica na Parada 1 da Playa Brava. Também, vale visitar as galerias de arte e a exposição artesanal. Também se pode desfrutar dos barzinhos, das pizzarias e dos pubs da zona portuária onde a juventude se concentra à noite.
  • No centro de Punta, vale dar uma chegada na Calle 20 (El Remanso), também conhecida como Fashion Road, lá pode-se encontrar lojas como: CH – Carolina Herrera, Valentino, Gottex, Fendi, entre outras…O famoso restaurante Les Caracoles, que tem uma paella deliciosa, fica nessa mesmo rua, ao lado da Fendi.
  • Se você precisar comprar algo no supermercado, o melhor é o Devoto, que fica na Av Roosvelt y Parada 10. Também tem o Tienda Ingleza que fica no Shopping.
  • Os hotéis “TOPS OF MIND” dos brasileiros são: Serena e Mantra e se for em grupo, o Yoo.
  • Para sentir a sensação de “morar” em Punta, fiquei hospedada Yoo, na famosa Av Roosvelt, kkkkkkk… parada 8 – fantástico, a piscina e o restaurante, Pink, são concorridíssimos no verão. O projeto e a decoração é do famoso Phillipe Starck. Os apartamentos comportam até 04 pessoas, todos mobiliados e super bem decorados. Fica bem próximo a Playa Mansa e Playa Brava. www.yoopuntadeleste.com
  • Em Maldonado, não se pode deixar de comer uma pizza deliciosa, na The Frog´s Arte-Restoran, um lugar bem “local”, ficando fora do eixo “turistal” – www.thefrogs.com.uy – Sarandi 1121 entre Jose Pedro Varela y Gutiérrez Ruíz. O preço é muito justo!!!

Punta era uma cidade que não imaginava conhecer tão cedo, mas o destino quis, conspirou ao meu favor e me direcionou para lá… Agora, passo a falar com propriedade, posso descrever seu cheiro, seus sons, suas esquinas. Punta é um destino desafiante, cheio de facetas de extrema beleza, com seu mar transparente, seu sol. Punta del Este é doce, como os seus “dulce de leche”, um paraíso para quem gosta de praia, de rio, gastronomia, balada, cassinos e gente bonita. De férias ou em lua de mel, Punta é o lugar perfeito!!!

Até mais…